Follow by Email

sábado, 28 de agosto de 2010

MANDATO

Tecem no escuro
destino
pra barriga alheia.

Escurecem o tecido
barrigudo
de alheio destinatário.

Embarrigam.
E já não há o que tape
tantos destinados.
(Divisas, 1991)

Nenhum comentário:

Postar um comentário